A Espanha sagrou-se campeã do mundo de hóquei em patins feminino, ao derrotar Portugal, por 3-2, com um “golo de ouro” de Maria Diez no último segundo da primeira parte do prolongamento da final, disputada sábado em Iquique, no Chile.

Laura Puigdueta deu uma vantagem de 2-0 à Espanha, marcando antes do intervalo, aos 15 minutos, e a abrir a segunda parte, aos 23, mas Marta Vieira reduziu a diferença, aos 27, e Marlene Sousa restabeleceu o empate, aos 32, forçando o prolongamento.

Depois da derrota por 4-0 na primeira fase, a seleção portuguesa produziu um jogo mais equilibrado frente à congénere espanhola, mas acabaria por perder quando se estavam a esgotar os primeiros cinco minutos do tempo extra e Maria Diez surgiu à boca da baliza a fazer o golo que deu o quinto título à Espanha, primeiro desde 2008.

Depois de ter perdido o ouro para a Espanha há oito anos, Portugal voltou a falhar a conquista do seu primeiro título e repetiu o segundo lugar alcançado nas edições de 1998, 2000 e 2008, as duas últimas com finais ibéricas.

A Argentina, que defendia o título em Iquique, ficou em terceiro lugar, depois de derrotar a França, por 4-0, no encontro entre as seleções protagonistas da final do último Mundial, disputado em 2014.