A avaliação do Governo do Presidente do Brasil, Michel Temer, é considerada “ruim” ou “péssima” por 39% da população, segundo dados divulgados esta terça-feira por uma sondagem da CNI Ibope.

Apenas 14% dos brasileiros classificaram o Governo como “bom”, 34% consideraram “regular”, enquanto 13% não souberam responder.

No que se refere à avaliação do modo como Michel Temer exerce o cargo, a taxa de rejeição subiu de 53% para 55%, enquanto a aprovação caiu de 31% para 28%.

Os dados da pesquisa CNI Ibope mostraram que um movimento similar ocorreu nos brasileiros que confiam e não confiam no Presidente, que foi de 27% para 26% e de 66% para 68%, respetivamente.

Na comparação com o Governo Dilma [Rousseff], o percentual [número de brasileiros] que considera que o Governo [Michel] Temer está sendo melhor oscila de 23% para 24%. No entanto, o percentual que avalia o governo Temer como pior cresceu de 25% para 31%”, destacou a análise.

A pesquisa também apurou que para 43% dos entrevistados as notícias recentes são mais desfavoráveis ao atual Governo, enquanto 18% as consideram mais favoráveis.

A sondagem foi feita entre os dias 20 e 25 de setembro, com 2.002 pessoas em 143 municípios do Brasil. A margem de erro é de 2% e o nível de confiança 95%.

Michel Temer tornou-se oficialmente Presidente do Brasil depois de Dilma Rousseff ter sido destituída pelo Senado (câmara alta parlamentar) no passado dia 31 de agosto.

A baixa popularidade dos líderes brasileiros pode ser explicada pela crise económica e pelos escândalos de corrupção envolvendo agentes políticos nos últimos anos.