O Conselho de Segurança da ONU rejeitou hoje um projeto de resolução russo que apelava ao fim das hostilidades na Síria, mas que não solicitava especificamente o fim dos atuais bombardeamentos sobre a cidade de Aleppo.

Nove dos 15 países membros do Conselho de Segurança rejeitaram o texto, incluindo a França, Estados Unidos e Reino Unido, que pouco antes tinham votado favoravelmente um texto alternativo apresentado pela França, por sua vez vetado pela Rússia. No texto francês estava explícito que os bombardeamentos por parte do exército russo teriam igualmente de parar.

A Venezuela, Egito e China votaram com a Rússia no apoio ao texto, enquanto Angola e o Uruguai se abstiveram.

Numa votação que decorreu pouco antes, a Rússia tinha aplicado o seu direito de veto a um texto que apelava ao fim dos bombardeamentos sobre Aleppo e proposto pela França, impedindo a sua adoção.

No Conselho, apenas Rússia e Venezuela se opuseram à proposta francesa, com a China e Angola a absterem-se. Os restantes 11 países do Conselho, incluindo Estados Unidos e Reino Unido, apoiaram o texto.15370032_770x433_acf_cropped