O tipo de explosivo encontrado em Chemnitz, no leste da Alemanha, indicia uma relação entre o sírio procurado desde sábado e os extremistas do Estado Islâmico (EI), noticiou este domingo o jornal Bild, citando fontes da luta contra o terrorismo.

O peróxido de acetona encontrado na habitação de Jaber Albakr, de 22 anos, é um explosivo usado frequentemente pelo EI, reforçando assim a tese de que o suspeito terá recebido formação dos jihadistas, segundo as mesmas fontes.

As autoridades alemãs não avançaram oficialmente com qualquer relação entre o jovem e o EI.

A operação policial de captura do sírio continua, tendo a polícia do país anunciado o reforço de segurança, pelo menos, até segunda-feira, em locais como aeroportos e estações de comboio do país.

Os explosivos encontrados no sábado foram detonados, de forma controlada, pela polícia nas proximidades do apartamento, ante a impossibilidade de um transporte para um local seguro.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

O peróxido de acetona é uma substância altamente explosiva, que pode ser fabricada com materiais como o ácido sulfúrico, peróxido de hidrogénio (água oxigenada) e acetona.

A substância é muito sensível à temperatura, fricção e impacto.