A polícia alemã informou esta segunda-feira que deteve um homem sírio suspeito de preparar um ataque à bomba, após uma operação de caça ao homem que durou quase dois dias.

“Conseguimos, [estamos] realmente muito felizes: o suspeito de terrorismo [Jaber] Albakr foi detido durante a noite em Leipzig”, disse a polícia através da rede social Twitter, acerca do suspeito de 22 anos.

A polícia encontrou no sábado centenas de gramas de uma “substância explosiva mais perigosa que TNT” escondida no apartamento de Albakr e disse que “até uma pequena quantidade (…) podia ter causado enormes danos”.

A imprensa local reportou que o material era TATP, um explosivo artesanal usado pelos extremistas nos ataques a Paris e Bruxelas.

Acredita-se que Albakr tenha tido contacto, através da Internet, com o grupo extremista Estado Islâmico, segundo o jornal Sueddeutsche Zeitung.

Após uma denúncia da agência de serviços secretos alemã, a polícia tentou capturar o homem sírio no sábado de manhã, no seu apartamento na cidade de Chemnitz, a 85 quilómetros de Leipzig.

No entanto, Albakr conseguiu fugir à polícia. Acabou por ser apanhado depois de as autoridades terem a informação de que tinha pedido ajuda a dois sírios em Leipzig, segundo o Spiegel Online.

A polícia deteve-o na madrugada de segunda-feira no apartamento desses dois indivíduos.