Aguardada há algum tempo, a nova geração BMW Série 5 vai ser desvendada já esta quinta-feira, sendo que a marca da hélice começa desde já a levantar, pouco a pouco, o véu. O anúncio da revelação daquela que será a sétima geração BMW Série 5 foi feito pelo próprio fabricante, através da sua página oficial no Twitter, com pequenos vídeos com o mote “#5reasonsforsucess”. Os quais dão a conhecer imagens e aspectos concretos do futuro Série 5.

Entre as cinco razões apontadas pela BMW encontra-se a “Be Connected”, respeitante à inclusão da tecnologia “Remote 3D View”, a qual permite ao condutor visualizar, através do recurso a câmaras exteriores, o espaço em redor do veículo.

[jwplatform tZd7B3U7]

Já sob o mote “Be Advanced”, a marca bávara mostra o condutor a poder tirar as mãos do volante em auto-estrada, numa demonstração de que o futuro Série 5 contará com algumas das tecnologias que estão na base da condução autónoma.

[jwplatform r78oGqt0]

O último argumento até agora revelado enquadra-se no princípio “Be Powerful”, cujo vídeo (na abertura deste artigo) permite ver o novo Série 5 a cumprir um traçado de várias curvas, o que dá a entender que, apesar do seu posicionamento mais estatuário, continuará a ser uma proposta virada para o condutor.

Recorde-se que a própria BMW já havia “prometido” muitas destas tecnologias aquando da divulgação de um primeiro vídeo, no qual dava a conhecer alguns dos sistemas de assistência à condução presentes no futuro Série 5. Isto, num pequeno trailer em que desvendava igualmente alguns aspectos do interior do futuro modelo.

Refira-se ainda que a nova geração Série 5 conta já com a nova arquitectura composta de diversos materiais a que a marca deu o nome de “Cluster Architecture” e que estreou no último Série 7. Também graças à utilização destes novos materiais leves, como o aço, o alumínio e a fibra de carbono, é expectável que o futuro Série 5 pese cerca de 100 kg menos que o actual modelo em comercialização.

Finalmente, em termos de motores, as previsões são de que o modelo venha a contar com propulsores turbo de quatro, seis e oito cilindros, tanto a gasolina como a diesel, sendo que alguns rumores falam igualmente na possibilidade de vir a existir uma versão plug-in hybrid (PHEV).