Como todos os fabricantes automóveis pouco agradada com o facto de alguns dos seus modelos serem frequentemente antecipados pelos media, através de imagens das viaturas captadas ainda na fase de desenvolvimento, a Ford criou uma nova camuflagem para as chamadas “mulas” que têm de realizar testes em estradas públicas. E que, acredita a marca da oval, tornará bastante mais difícil a identificação do modelo. Ora veja:

[jwplatform mIjBQnOg]

Segundo o fabricante, esta nova camuflagem 3D, a que a marca deu o nome de “Brick”, cria uma ilusão de óptica que torna extremamente difícil para os olhos de quem a vê concentrarem-se nas formas do veículo. O engenheiro de veículos protótipo Marco Porceddu, membro do departamento de Desenvolvimento de Produto da Ford Europa, esclarece o princípio por detrás da nova camuflagem:

Procurei criar um design que fosse caótico e perturbasse os olhos.”

Projectada “para enganar os espiões da indústria que esperam ter um vislumbre dos novos carros em testes nas estradas públicas”, esta nova camuflagem usa milhares de cilindros pretos, cinzentos e brancos, aparentemente colocados aleatoriamente num padrão cruzado caótico, tornando especialmente difícil discernir novas características exteriores, quando sob a luz do sol. Seja observando o modelo in loco, seja através dos milhões de fotografias que são colocadas na internet.

“Hoje em dia, quase todas as pessoas têm um smartphone e podem partilhar fotos instantaneamente, o que torna fácil a qualquer um, incluindo os nossos concorrentes, ver os veículos futuros em testes,” explica o responsável de Camuflagem da Ford Europa, Lars Muehlbauer. “Os designers criam belos veículos com detalhes inovadores. O nosso trabalho consiste em garantir que esses detalhes continuam bem escondidos”, acrescenta.

De salientar ainda que esta nova camuflagem foi concebida para resistir a temperaturas extremas, confundindo-se com os ambientes de Inverno na Europa. Já na Austrália e na América do Sul, serão usadas cores próximas de areia.