Depois de meses de espera e muitos rumores pelo meio, a BMW deu a conhecer a nova geração Série 5, adversária directa de propostas como o Mercedes Classe E ou o Audi A6. E que, assumindo-se como uma importante evolução, não tanto no design quanto em aspectos como a tecnologia, a eficácia e o dinamismo, promete vir a fixar novos limites entre os sedans executivos.

Entre as principais novidades, destaque natural para a componente tecnológica, com o novo Série 5 a ostentar, no domínio da segurança activa, um abrangente sistema de manutenção na faixa de rodagem até aos 210 km/h, com correcção da trajectória, com sensores que lêem não só a sinalização no piso, como em volta do veículo – também como forma de evitar mudanças de faixa que possam resultar em colisões laterais. De resto, o próprio cruise control adaptativo pode funcionar em conjunto com estes sistemas, acelerando ou travando o Série 5 a qualquer velocidade, também até 210 km/h.

As mais recentes ajudas ao condutor vão estar disponíveis no novo modelo familiar

Presentes nesta nova geração estão também o alerta de aproximação de trânsito quando em marcha-atrás, o aviso de contramão e indicação de aproximação de cruzamento, sendo que o próprio sistema Stop&Start consegue “ler” as condições do trânsito e o tipo de condução realizada no momento, para decidir se desliga ou não o motor sempre que o veículo se imobiliza.

Destaque ainda para a funcionalidade a partir de agora também disponível no Série 5 e que permite ao condutor ser informado, via Internet, de um local onde possa estacionar, podendo inclusivamente fazer a reserva antecipada desse lugar. E, uma vez no local, basta recorrer ao sistema Display Key para, já no exterior do viatura, estacionar o automóvel, controlando-o apenas com recurso à chave.

Em locais apertados, é possível manobrar o Série 5 sem entrar a bordo, utilizando apenas a chave do veículo

Em termos de infoentretenimento, o Série 5 estreia o mesmo sistema do irmão maior Série 7, do qual faz parte um ecrã não apenas maior (10,25″), mas também táctil, com comandos de voz ou por gesto. Isto, além do navegador GPS, bluetooth, ligação por Apple CarPlay (pela primeira vez via wireless, ou seja, sem fios) e conexão com o Microsoft Office 365, o que permite a edição de textos e emails no interior do veículo.

13 fotos

Já no que concerne à habitabilidade, a BMW anuncia mais espaço para pernas e ao nível do ombros, nos lugares traseiros, sendo que, para um maior conforto, o modelo conta ainda com ar condicionado de quatro zonas, com sistema de perfume.

17 fotos

Na construção, o BMW Série 5 segue as pisadas do Série 7 e faz um uso massivo de materiais leves como o alumínio e de outros materiais nobres, como o magnésio (a fibra de carbono promete ser um exclusivo do irmão maior…), que lhe permitem anunciar não apenas maior rigidez e estabilidade, mas também leveza (a marca fala numa redução de peso na ordem dos 100 kg), a par de uma maior segurança e conforto.

O novo veículo continuará a oferecer motores com dois turbocompressores para optimizar o rendimento, sem prejudicar o consumo

Em termos de motores, a novidade passa por um renovado quatro cilindros 2,0 litros a gasolina destinado às versões 530i (255 cv/350 Nm, com 6,2 segundos dos 0 aos 100 km/h) e 540i (345 cv/450 Nm, com 4,8 segundos nos 0- 100 km/h). Já entre os mais interessantes diesel – para o mercado português –, a oferta inclui o quatro cilindros 2,0 litros destinado ao 520d (190 cv/400 Nm, 7,6 segundos dos 0 aos 100 km/h, 4,1 l/100 km de consumo), assim como o seis cilindros 3,0 litros disponível no 530d (265 cv/620 Nm, 5,7 segundos 0-100 km/h, 4,5 l/200 km).

Finalmente, de referir que o novo Série 5 pode ainda contar, em algumas motorizações, com sistema XDrive, sendo que, opcionalmente, há ainda o tradicional pacote M, com suspensão activa e ajustável pelo condutor. Tudo em detalhe no vídeo:

[jwplatform 8wIUDVRx]

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR