O ministro russo da Defesa, Sergei Shoigu, afirmou que os ataques de aviação contra Alepo, na Síria, foram suspensas esta manhã, por oito horas. “Hoje, após as 10h00 (7h00 em Lisboa), pararam os ataques da aviação russa e síria”, disse Sergei Shoigu, após uma reunião do Estado-Maior da Rússia, em Moscovo.

Esta trégua chega dois dias antes do cessar já agendando.

Segundo o ministro, a ordem, que foi anunciada em Moscovo, tem como objetivo permitir a organização da trégua humanitária de oito horas e que pretende facilitar a saída de civis na quinta-feira, dia 20 de outubro, assim como a evacuação de doentes e feridos que se encontram na zona oriental de Alepo.

Segundo o Observatório Sírio, vários raides de bombardeamentos pesados foram lançados em Alepo por aviões de guerra russos, mas que depois disso verificou-se uma quebra, tornando tudo mais calmo.

Sergei Shoigu acrescentou ainda que espera agora que que os militares deixem o território, através de dois corredores feitos especialmente para a evacuação. Um pela estrada Castello e a outra nas proximidades do mercado Al-Khai Souq.

“Todos os envolvidos que estão genuinamente interessados na mais rápida estabilização para a cidade de Alepo, devem tomar genuínas medidas politicas e não continuar a folhear papéis”, afirmou ainda o ministro russo.

Genebra irá receber, esta quarta-feira, especialistas em assuntos militares, com o objetivo de se começar a trabalhar na separação de quem atua como “terrorista” e quem assume oposição moderada na Síria.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR