536kWh poupados com o Logótipo da MEO Energia Logótipo da MEO Energia
i

A opção Dark Mode permite-lhe poupar até 30% de bateria.

Reduza a sua pegada ecológica.
Saiba mais

Logótipo da MEO Energia

Adere à Fibra do MEO com a máxima velocidade desde 32.99/mês aqui.

Descobertas duas misteriosas câmaras na Grande Pirâmide de Gizé

Este artigo tem mais de 5 anos

Uma equipa de investigadores do projeto Scan Pyramids descobriu duas novas câmaras na Grande Pirâmide de Gizé, no Egipto. Foram encontradas através de uma técnica não invasiva: um "scan".

O projeto Scan Pyramids estuda o interior das pirâmides egípcias recorrendo a métodos não invasivos
i

O projeto Scan Pyramids estuda o interior das pirâmides egípcias recorrendo a métodos não invasivos

AFP/Getty Images

O projeto Scan Pyramids estuda o interior das pirâmides egípcias recorrendo a métodos não invasivos

AFP/Getty Images

Um grupo de investigadores internacionais descobriu duas novas câmaras no interior da Grande Pirâmide de Gizé, no Egito, o que já se suspeitava desde a deteção de “anomalias térmicas” no monumento.

O anúncio coincide com o primeiro ano de vida do projeto Scan Pyramids — uma colaboração entre universidades, empresas e institutos científicos — que estuda o interior das pirâmides egípcias recorrendo a métodos não invasivos, como a deteção de muões (partículas de energia que penetram os objetos), termografia e simulação 3D.

A investigadora Mehdi Tayoubi descreveu, no início deste ano ao Discovery News, a técnica que permite a detetar os muões:

Assim como os raios X passam através dos nossos corpos permitindo-nos visualizar o nosso esqueleto, estas partículas elementares, que pesam cerca de 200 vezes mais do que os eletrões, pode facilmente passar através de qualquer estrutura, mesmo de grandes e grossas pedras, como o caso de montanhas.”

O coordenador do projeto, Hani Helal, assegura que “serão realizados mais estudos e investigações para estabelecer a natureza das cavidades, assim como as suas funções e tamanho ainda desconhecidos”, avança o El Mundo. Uma das divisões situa-se na parte superior da entrada principal da pirâmide e a outra na sua face nordeste.

O ex-ministro do Ministério das Antiguidades do Egito, Zahi Hawas, ressaltou que o comité científico que supervisiona os trabalhos da Scan Pyramids estenderá o projeto “em princípio” por mais um ano, que necessita do aval do comité permanente do Ministério das Antiguidades.

Em novembro de 2015, o grupo de investigadores que faz scan às pirâmides já tinha anunciado que tinham sido detetadas “anomalias térmicas” nas pirâmides, o que indicava haver “algo por detrás”, ainda que na altura não tenham avançado mais informações.

A Grande Pirâmide de Gizé foi a primeira das Sete Maravilhas do Mundo Antigo e a única que permanece de pé.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

Ofereça este artigo a um amigo

Enquanto assinante, tem para partilhar este mês.

A enviar artigo...

Artigo oferecido com sucesso

Ainda tem para partilhar este mês.

O seu amigo vai receber, nos próximos minutos, um e-mail com uma ligação para ler este artigo gratuitamente.

Ofereça artigos por mês ao ser assinante do Observador

Partilhe os seus artigos preferidos com os seus amigos.
Quem recebe só precisa de iniciar a sessão na conta Observador e poderá ler o artigo, mesmo que não seja assinante.

Este artigo foi-lhe oferecido pelo nosso assinante . Assine o Observador hoje, e tenha acesso ilimitado a todo o nosso conteúdo. Veja aqui as suas opções.

Atingiu o limite de artigos que pode oferecer

Já ofereceu artigos este mês.
A partir de 1 de poderá oferecer mais artigos aos seus amigos.

Aconteceu um erro

Por favor tente mais tarde.

Atenção

Este artigo só pode ser lido por um utilizador registado com o mesmo endereço de email que recebeu esta oferta.
Para conseguir ler o artigo inicie sessão com o endereço de email correto.