Melania Trump defende com unhas e dentes Donald Trump quanto às alegações de agressão sexual feitas a mulheres. Depois de vários meses em silêncio, a mulher do candidato republicano reapareceu em público para conceder uma entrevista à CNN e defender a inocência do marido contra as acusações de assédio sexual.

Estas declarações surgem depois de terem sido divulgadas gravações de Donald Trump, feitas em 2005, onde este é ouvido a fazer comentários agressivos e de cariz sexual ao referir-se a mulheres.

“Eu disse ao meu marido que a linguagem usada tinha sido inapropriada. Não é aceitável. E fiquei surpresa porque esse não é o homem que eu conheço”, explicou Melania Trump numa entrevista exclusiva à CNN.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

Melania acredita que Donald Trump foi vítima de uma conspiração para prejudicar a sua campanha política.

“Eu acredito no meu marido, acredito no meu marido. Isto foi tudo organizado pela oposição”, afirmou Melania Trump. “Eles nunca podem verificar o passado e os antecedentes dessas mulheres. Eles não têm factos”.

O candidato republicano tem enfrentado inúmeras acusações de assédio sexual por várias mulheres que alegam que Trump as tentou beijar ou tocar inadequadamente.

No último debate entre os dois concorrentes políticos na corrida à Casa Branca, Donald Trump negou todas as acusações, afirmando que não tinha agido de forma correta no episódio captado pelo vídeo e pedindo desculpa pela sua linguagem.

A mulher de Donald Trump também atacou a forma como a comunicação social tem noticiado a campanha, acusando-a de trabalhar em conjunto com a campanha de Hillary Clinton.