O Estado português estará representado pelo antigo Presidente da República Ramalho Eanes, na tomada de posse, na qual participa também o ex-primeiro-ministro e presidente do Partido Social Democrata (PSD), Pedro Passos Coelho.

O jurista e constitucionalista Jorge Carlos Fonseca foi reeleito, a 02 de outubro, para um segundo mandato de cinco anos com 74% dos votos e toma posse hoje, dia em que completa 66 anos, perante a Assembleia Nacional, na cidade da Praia.

A cerimónia decorre numa tenda instalada no Largo da Biblioteca Nacional, em frente ao memorial do herói da independência Amílcar Cabral, e tem início marcado para às 15:00 (17:00 em Lisboa).

A cerimónia de posse foi marcada para o Largo da Biblioteca Nacional por o edifício da Assembleia Nacional estar atualmente em obras.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

Segundo a lista de confirmações dos serviços de protocolo da Assembleia Nacional cabo-verdiana a que a agência Lusa teve acesso, estarão presentes na cerimónia os presidentes da República da Guiné-Bissau, José Mário Vaz; do Senegal, Macky Sall; do Mali, Ibrahim Boubacar Keita; e da Costa do Marfim, Alassane Outara.

Da lista de confirmações fazem ainda parte o secretário-executivo da Comunidade de Países de Língua Portuguesa (CPLP), Murade Murargy, e o vice-presidente da comissão da Comunidade Económica dos Estados da África Ocidental (CEDEAO), Edward Singhate, bem como os ministros da Defesa do Brasil, Raul Jungman, e dos Negócios Estrangeiros de São Tomé e Príncipe, Urbino Gonçalves Botelho.

Os Estados Unidos estarão representados pela secretária de Estado adjunta para África, Linda Thomas Greenfield. Guiné-Conacri, Guiné-Equatorial e Japão terão representações ao nível de embaixadores.

Jorge Carlos Fonseca é o quarto Presidente da República de Cabo Verde, tendo sido antecedido por Pedro Pires, António Mascarenhas Monteiro e Aristides Pereira (os dois últimos já falecidos).