Pelo menos 285 ‘jihadistas’ do grupo extremista Estado Islâmico (EI) foram mortos ao sul da cidade iraquiana de Mossul desde o início da semana, indicou este sábado um dirigente das unidades da Polícia Federal iraquiana.

O marechal Raid Shaker Yaudat disse à agência noticiosa EFE que, desde segunda-feira, quando começou a ofensiva para reconquistar Mossul aos ‘jihadistas’, 37 localidades foram recuperadas a sul da cidade.

Indicou ainda que as tropas iraquianas que participaram na ofensiva detiveram 27 terroristas, destruíram 58 carros-bomba e mais 127 artefactos explosivos do EI, conseguiram proteger 22 poços de petróleo ao sul da cidade e controlaram 31 baterias de mísseis.

Por outro lado, pelo menos 50 ‘jihadistas’ morreram nos confrontos desencadeados na sexta-feira e que hoje continuam entre o EI e as forças de segurança iraquianas em Kirkuk, no norte do país.

Sábado é o sexto dia da ofensiva desencadeada para reconquistar Mossul, sob controlo do EI desde 2014, que envolve forças iraquianas e combatentes Peshmergas curdos.