O bispo coadjutor de Beja, João Marcos, assumiu esta quinta-feira a liderança da diocese alentejana, sucedendo a António Vitalino Dantas, que pediu a resignação do cargo e cessou funções por completar 75 anos.

Em declarações à agência Lusa, António Vitalino Dantas, o anterior bispo de Beja, disse que, de acordo com o direito canónico, pediu a resignação do cargo, a qual foi aceite pelo papa Francisco hoje, o dia em que faz 75 anos e passou o testemunho a João Marcos.

Natural de Monteperobolso, no concelho de Almeida, no distrito da Guarda, João Marcos era bispo coadjutor com direito de sucessão desde 10 de outubro de 2014, quando foi nomeado pelo papa Francisco, após um pedido de António Vitalino Dantas, que foi o 16.º bispo de Beja, desde a restauração da diocese.