TAP está a negociar a venda da participação de 51% nas Lojas Franca de Portugal à Vinci Airports, acionista da empresa de gestão aeroportuária ANA. Em comunicado, a transportadora justifica esta operação com o facto de a concessão para a exploração do negócio terminar no próximo ano. Esta concessão é atribuída pela ANA Aeroportos de Portugal.

A Lojas Francas de Portugal (LFP), que explora a atividade de duty-free, vai manter a sua relação comercial com a TAP e o acionista minoritário, a Dufry, que tem 49% do capital.

A concretização das negociações está sujeita a um processo de due diligence e à aprovação por parte das autoridades da concorrência. A conclusão do negócio deverá estar fechada durante o primeiro trimestre do próximo ano. Não foi revelado o valor da operação.

A LFP é a retalhista líder em Portugal nas vendas em aeroportos e a bordo de aeronaves, estando presente em em cinco aeroportos (Lisboa, Porto, Faro, Madeira e Açores), com 29 lojas. A empresa emprega 400 trabalhadores e também assegura o programa de vendas a bordo da TAP.