Estava enorme como prometido, avermelhada no horizonte e brilhante como um diamante. A Lua desta segunda-feira é especial: está mais próxima de nós e revelou belas paisagens sobre os rios, as montanhas e as cidades.

Os primeiros minutos de vida da Superlua foram fotografados e filmados um pouco por todo o mundo: esperávamos por ela há sessenta e oito anos e precisamos de esperar mais dezoito para a voltar a encontrar tão grande e tão brilhante.

Agora que a Lua se afasta do horizonte, vai parecendo progressivamente mais pequena. O brilho, esse, continuará fiel aos amantes das observações noturnas. Se está longe de um bom lugar de observação, veja o vídeo feito pelo Observador durante os primeiros minutos da Lua mais especial dos últimos sessenta e oito anos a nascer sobre o Tejo. São 48 segundos de pura beleza.