A polícia alemã tem em marcha uma operação antiterrorista que envolve centenas de agentes e visa 200 locais em dez estados do país relacionados com um grupo islamita, revelaram esta terça-feira as autoridades locais.

O grupo Die wahre Religion (“a verdadeira religião”) foi também proibido pelo ministro do Interior, Thomas de Maiziere, a partir desta terça-feira, informou uma porta-voz do ministério.

Segundo a mesma porta-voz, estão em curso buscas, desde a madrugada, em dez estados da Alemanha.

O grupo é suspeito de propagar o ódio, e esteve em contacto com várias pessoas que viajaram para a Síria, acrescentou. O Die wahre Religion é também conhecido por um programa de distribuição de cópias do Corão na Alemanha.

“Não toleramos fanáticos que tentam radicalizar jovens”, disse, por seu turno, Peter Beuth, ministro do Interior de Hesse, um dos estados onde decorrem buscas.

“Com a proibição desta organização, uma grande fonte de radicalização foi erradicada do país. Aqueles que espalham mensagens de ódio não podem esconder-se atrás da liberdade religiosa”, acrescentou.

Segundo os meios de comunicação social alemães, estão a decorrer buscas em apartamentos e mesquitas.