Mais de 160 mil idosos receberam o Complemento Solidário para Idosos (CSI) em outubro. Um dado que pode ser visto de duas formas:

  • representa um aumento de 0,3% em relação a setembro
  • mas significa um decréscimo de 3% quando comparando com o mesmo mês do ano passado.

De acordo com os dados mais recentes do Instituto de Segurança Social (ISS), 160.370 idosos receberam o CSI em outubro — mais 502 do que em setembro, mas menos 5.185 do que em outubro de 2015.

Entre os 160.370 idosos, 112.594 são mulheres e 47.776 são homens, sendo que a maioria reside nos distritos do Porto (26.025), Lisboa (23.592) e Bragança (12.129).

O CSI é um apoio em dinheiro pago mensalmente aos idosos de baixos recursos, com idade igual ou superior à idade de acesso à pensão por velhice do regime geral de segurança social, ou seja, 66 anos e dois meses.

Já no que diz respeito à pensão por velhice, no mês de outubro registaram-se 2.031.762 pensionistas, menos 34 pessoas do que em setembro, sendo que a maior parte delas são mulheres, havendo 1.074.404.

De acordo com o Gabinete de Estratégia e Planeamento, na “Síntese de informação estatística da Segurança Social”, as pensões de velhice foram as que tiveram maior expressão no total das pensões (68%), seguidas das pensões de sobrevivência (24%) e das de invalidez (8%).

Segundo o GEP, em outubro registaram-se 714.877 pensionistas de sobrevivência, 82% das quais mulheres, sendo que os valores são semelhantes aos de setembro.

Por outro lado, tem-se assistido a um decréscimo gradual no número de pensionistas por invalidez, havendo, em outubro, 241.327, 53% homens e 47% mulheres.