A postura de permanente desafio mantém-se, tal como os pormenores não só desportivos, mas também de verdadeiro luxo; não faltando sequer uma voz funda, grossa e autoritária, que impõe respeito por onde quer que passe. Trata-se, afinal, do mais recente elemento da família Huracán, que a Lamborghini acaba de desvendar. Com uma pequena particularidade: ao contrário do Spyder “normal”, esta versão Rear-Wheel Drive leva ainda mais além a emoção, ao dispensar a “tradicional” tracção integral para adoptar uma mais irreverente tracção traseira!

Cerca de um ano após a apresentação do LP580-2 Coupé, a Lamborghini desvenda assim um cabrio igualmente arrebatador, mas também mais potente que o irmão de tracção integral, e, acima de tudo, com uma dose maior de adrenalina. De resto, e tal como o “mano”, o Lamborghini Huracán RWD Spyder conta, sob o capot, com o já conhecido V10 5,2 litros naturalmente aspirado, embora numa versão ligeiramente melhorada de 580 cv de potência às 8.000 rpm e com um binário máximo de 540 Nm disponível às 6.500 rpm. Argumentos que uma caixa automática de dupla embraiagem e sete velocidades se encarrega de encaminhar apenas para as rodas traseiras.

Anunciando um peso total de 1.509 kg, o Huracán RWD Spyder é também 120 kg mais pesado que o LP580-2 Coupé, facto que, ainda assim, não o impede de anunciar uma capacidade de aceleração dos 0 aos 100 km/h em 3,6 segundos, complementada por uma velocidade máxima anunciada de 319 km/h. Ou seja, 0,2 segundos mais lento na aceleração até aos 100 km/h que o LP580-2 Coupé, e 1 km/h mais moroso na velocidade máxima anunciada.

Lamborghini Hosts Global Debut of the Huracan RWD Spyder

Para o novo CEO da marca, Stefano Domenicali, o Huracán RWD Spyder é determinante para atrair o tipo de cliente com que a marca pretende assegurar o seu futuro: condutores jovens e bem-sucedidos profissionalmente

Exibindo uma distribuição de pesos na ordem dos 40/60 frente/trás, o Huracán RWD Spyder conta ainda com uma direcção de setup reconfigurado, a juntar aos já habituais sistemas de tracção e estabilidade. Sendo que, como opcionais, é possível optar também por uma suspensão magneto-reológica e uma direcção desportiva.

No exterior, novas entradas de ar à frente, jantes de 19″, barbatanas traseiras, saídas de escape integradas e asas amovíveis. Quanto ao tejadilho, rebatível, pode ser accionado a velocidades até 50 km/h, não precisando de mais que 17 segundos para completar o processo de abertura ou fecho.

Primeiro modelo Lamborghini a nascer sob o “reinado” do novo CEO da marca, Stefano Domenicali, o Huracán RWD Spyder representa também mais um passo no sentido em que o novo homem-forte quer posicionar o fabricante do touro: uma marca capaz de conquistar um público-alvo jovem, profissionais de sucesso nas respectivas áreas, com idades abaixo dos 40 anos – onde, aliás, hoje em dia a Lamborghini já se posiciona, sendo mesmo, de entre os fabricantes do género, aquele que apresenta o cliente-tipo mais novo. Clientes que, pelo seu perfil e pela sua idade, ajudam a assegurar o futuro da própria casa de Sant’Agata Bolognese.