Um telespectador da CNN em Boston, nos Estados Unidos, denunciou na quinta-feira que a estação de televisão passou meia hora de pornografia hardcore em horário nobre, quando era suposto estar a transmitir um programa gastronómico de Anthony Bourdain.

A cadeia noticiosa admitiu, num curto comunicado citado pela revista Variety, que foi emitido “conteúdo impróprio” durante a noite de Thanksgiving na zona de Boston e culpa uma operadora de telecomunicações pelo sucedido. No entanto, a The Hollywood Reporter cita uma assessora de comunicação da CNN que nega esse incidente. “Apesar dos artigos dos meios de comunicação que dizem o contrário, a RCN [operadora de cabo] assegura-nos que não houve interrupção da programação da CNN na zona de Boston”, disse à revista Barbara Levin.

A RCN diz que está a investigar o assunto, “mas não há indícios de que o sinal da CNN tenha sofrido alterações na noite passada em Boston”, disse à revista Variety um dos responsáveis pela operadora, Jeff Carlson.

partsunknown

O telespectador em causa escreveu vários tweets sobre o tema e até incluiu uma suposta fotografia da emissão de pornografia, mas entretanto tornou privada a conta de Twitter. Queixa-se de que, na sequência de ter denunciado este assunto, recebeu vários e-mails ameaçadores. Naquela rede social não houve mais pessoas a referir-se ao incidente. A RCN disse na quinta-feira, também no Twitter, que não tinha recebido outras participações.

Vários meios de comunicação publicaram notícias sobre esta suposta emissão pornográfica ainda antes de a CNN e a RCN reagirem, o que está a provocar críticas de leitores dos Estados Unidos, num momento em que decorre uma intensa discussão sobre notícias falsas divulgadas nas redes sociais.