Mostrar Esconder

Um relevo cársico (também chamado apenas de carste) é um terreno feito de rochas que podem ser dissolvidas por corrosão de determinados elementos químicos que entrem em contacto com elas. Normalmente, esses terrenos são feitos de calcário, rochas com carbono – carbonatárias – mármore e rochas dolomíticas – com carbonato de cálcio e magnésio. Em terrenos destes costumam surgir cavernas, dolinas ou rios subterrâneos.

Foram descobertos 49 buracos e 50 funis geológicos num relevo cársico na cidade de Hanzhong, a nordeste da província de Shaanxi (China), anunciou esta quinta-feira a Academia Chinesa de Ciências Geológicas. Este aglomerado de cavernas terá surgido depois da dissolução química das rochas que compõem o terreno, a maior parte das quais de natureza calcária, as que mais sofrem da erosão da água e do vento. Este é o maior complexo de cavernas alguma vez descoberto no mundo. E nunca antes tinha sido encontrado um complexo deste género tão a norte.

De entre as quarenta e nove cavernas descobertas, uma tem um diâmetro de 520 metros, outras dezoito têm um diâmetro de entre 300 e 500 metros e as restantes não ultrapassam os 100 metros. A maior parte delas não atinge uma profundidade superior a 100 metros.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

As cavernas foram descobertas em fevereiro por uma equipa de expedição geológica, mas só começaram a ser exploradas nos últimos dias do mês passado. Por estarem tão isoladas das restantes, estes buracos estão especialmente bem preservados.

Mostrar Esconder

Os funis geológicos são cavernas cujo formato é semelhante ao de um cone invertido.

O Departamento de Terrenos e Recursos de Shaanxi explicou à agência noticiosa Xinhua que estes buracos são “raros, completos e extraordinários” e que têm “valor científico e turístico”. É que estruturas como estas só existem na China, México e Papua Nova Guiné: desenvolvem-se verticalmente, não na horizontal como a maior parte das cavernas pelo resto do mundo.

Das 130 cavernas com estas características encontradas no mundo – batizadas de “Tiankeng” por um geólogo em 2001 -, 90 estão na China. E têm grande interesse biológico porque são habitats muito favoráveis a várias espécies animais e vegetais, principalmente por estarem afastadas da ação humana.