O ministro da Secretaria de Governo do Brasil enviou, esta sexta-feira, uma carta de demissão ao Presidente Michel Temer dias depois de alegadamente tentar usar o seu cargo para desbloquear uma obra embargada em Salvador, capital da Bahia.

Geddel Vieira Lima é o sexto integrante da equipe do chefe de Estado brasileiro a pedir demissão em seis meses de Governo.

Na carta de demissão, Geddel Vieira Lima alegou que deixaria o cargo porque não conseguia mais resistir às criticas que vem enfrentando depois de ter sido acusado de tentar usar o cargo de ministro para permitir a construção de um empreendimento imobiliário embargado.

“Em Salvador, vejo o sofrimento dos meus familiares. Quem me conhece sabe ser esse o limite da dor que suporto. É hora de sair. Diante da dimensão das interpretações dadas, peço desculpas aos que estão sendo por elas alcançados, mas o Brasil é maior do que tudo isso”, escreveu.