Uma burla informática com cartões clonados estará na base de várias queixas apresentadas este fim de semana em diferentes esquadras da PSP da zona Margem Sul do Tejo, segundo conta o Correio da Manhã (CM) na edição impressa desta segunda-feira.

De acordo com o jornal, os titulares das contas atacadas deram pelo sucedido quando consultaram o seu extrato bancário e perceberam que tinham existido movimentos de quantias avultadas. De acordo com um pessoa contactada pelo CM e que foi uma das vítimas do ataque “foram feitos levantamentos de 100 euros [o máximo permitido são 400 euros] durante a noite”. “Liguei para a linha de apoio do meu banco, onde me disseram para apresentar queixa imediatamente à PSP”.

As autoridades estarão a tentar perceber de que forma foram copiadas as bandas magnéticas dos cartões, e quais as caixas multibanco onde foram colocados os sistemas de cópia de cartão.

É sabido ainda que a SIBS, entidade gestora da rede multibanco, já tinha recebido da entidade homóloga espanhola um pedido de ajuda, após ter sido detetada uma rede de burlões a atuar junto à fronteira com Portugal.