O suspeito da dupla tentativa de homicídio hoje à tarde em Vendas Novas, que se pôs em fuga a seguir, entregou-se cerca das 22h00 no posto da GNR em Alcochete, disse à Lusa fonte da corporação.

A mesma fonte indicou que duas mulheres ficaram feridas com gravidade, ao serem agredidas com uma marreta por um homem, num cartório em Vendas Novas, distrito de Évora.

Fonte do Comando Distrital de Operações de Socorro (CDOS) de Évora, adiantou que as duas mulheres foram transportadas em estado grave para as urgências do Hospital do Espírito Santo de Évora (HESE).

A investigação da ocorrência passou para a alçada da Polícia Judiciária, de acordo com a fonte da GNR.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

A dupla tentativa de homicídio ocorreu cerca das 16h40, quando um casal, acompanhado pela advogada da mulher, se encontrava num cartório da cidade de Vendas Novas para oficializar o divórcio, adiantou a fonte da força de segurança.

Na fase em que tratavam das partilhas, e por desacordo, o homem “descontrolou-se” e, com uma marreta que transportava numa mala, agrediu a ex-mulher na cabeça e no corpo, relatou a fonte.

Depois, ao “intervir para defender a sua cliente”, segundo a GNR, a advogada também foi agredida na cabeça com o martelo, tendo o homem, com idade na casa dos 50 anos, fugido.

Segundo a mesma fonte, as vítimas têm 57 e 58 anos.

A GNR desenvolveu diligências para encontrar o suspeito.

De acordo com o CDOS, o alerta para a tentativa de duplo homicídio foi dado às 16:41, tendo sido mobilizados os Bombeiros de Vendas Novas, GNR e a viatura médica de emergência e reanimação (VMER) de Évora, num total de nove operacionais, apoiados por cinco veículos.