A preto e branco. Com 14 das mais conceituadas actrizes de Hollywood e uma professora de Moscovo, no lugar de supermodelos esculturais. A beleza real na objectiva, no objectivo de a purificar da manipulação comercial – vulgo Photoshop. É assim que se apresenta The Cal – o famoso diminutivo pelo qual é conhecido o icónico calendário da Pirelli.

Pela terceira vez entregue à arte do fotógrafo alemão Peter Lindbergh, foi ontem apresentado em Paris, com a edição de 2017 a visar retratar a beleza feminina, sem contudo a aprisionar em padrões. Lindbergh quis que as protagonistas se despojassem da “própria alma”. Por isso, Emocional – assim se chama o calendário – revela, nas palavras do fotógrafo, “um outro tipo de nudez”. É um almanaque em formato de manifesto. Porque procura “libertar as mulheres, e todos, do terror da perfeição e da juventude”, explica o fotógrafo alemão.

“Numa altura em que as mulheres são representadas como embaixadoras da beleza e da perfeição, pensei que seria importante recordar que existe uma beleza diferente, mais real e autêntica, que não é manipulada pela publicidade nem por nada”, sublinhou Lindbergh em Paris.

Pela passagem do tempo dão a cara, desta vez, mulheres “notáveis”, em vez de mulheres “perfeitas”. Os nomes já haviam sido revelados em Agosto e muito se devem à paixão assumida de Peter Lindbergh pelo cinema: Kate Winslet, Alicia Vikander, Helen Mirren, Nicole Kidman, Penélope Cruz, Julianne Moore, Lupita Nyong’o, Rooney Mata, Jessica Chastain, Charlotte Rampling, Uma Thurman, Lea Seydoux, Zhang Ziyi e Robin Wright.

Junta-se-lhe uma russa, até agora desconhecida, cuja “beleza extraordinária” levou Lindbergh a prometer-lhe, quando a conheceu, que a convocaria para o icónico calendário. E cumpriu: Anastasia Ignatova, professora de Teoria Política na Universidade Estatal de Moscovo, é a 15.ª mulher fotografada para a edição de 2017 do icónico calendário. Um calendário que nunca se encontrou à venda, excepto em 2015. Habitualmente, a edição é limitada e tem destinatários VIP, o que não o impediu de, em 53 anos de vida, ter conquistado um espaço muito próprio no imaginário masculino…

Os bastidores, o shooting, as histórias e as personalidades do Calendário Pirelli encontram-se numa plataforma web específica, onde também é possível explorar os mais de 50 anos do calendário através de entrevistas, fotos, vídeos e textos nunca publicados.