Foi esta terça-feira que um avião se despenhou na Colômbia, destruindo o sonho da Associação Chapecoense de Futebol (ACF), equipa de Chapecó, no Brasil, que ia a caminho da sua primeira final na Taça Sul-Americana. A equipa ia disputar o título com o Atlético Nacional, que após o acidente atribuiu a taça à Chapecoense.

No avião seguiam 77 passageiros. Apenas seis pessoas sobreviveram e a equipa brasileira ficou reduzida aos três jogadores: Jackson Follman, Neto e Alan Ruschel.

Como erguer um clube depois deste trágico evento? Ainda não se sabe. Mas o mundo uniu-se e “vestiu-se” de verde e branco, as cores do clube. O povo brasileiro não arreda pé da Arena Condá — o estádio da Chapecoense — e as equipas de futebol prestaram um minuto de silêncio antes de cada partida.