Os restos mortais de Fidel Castro chegaram este sábado à província de Santiago de Cuba, berço da revolução, em cuja capital homónima serão enterrados no domingo.

De ambos os lados da estrada principal, milhares de pessoas receberam o cortejo fúnebre com vivas, bandeiras cubanas e retratos de Fidel, uma cena que se repetiu durante os quatro dias em que a urna atravessou quase toda a ilha.

A urna com as cinzas de Fidel Castro, inserida numa caravana de sete veículos, deixou Havana na quarta-feira, depois de dois dias de homenagem na praça da Revolução da capital cubana.

Contidas numa arca de cedro envolta na bandeira cubana e protegida por uma caixa de vidro, as cinzas fizeram o trajeto efetuado em sentido inverso por Fidel Castro no momento da vitória da sua guerrilha em 1959.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

Serão enterradas no domingo no cemitério de Santa Ifigenia de Santiago, ao lado do mausoléu de José Marti, herói da independência de Cuba.

O funeral rematará o luto nacional decretado por nove dias após a morte de Fidel, aos 90 anos, anunciada dia 25 pelo seu irmão e sucessor Raul Castro.