A presidente da Câmara da cidade de Imatra, Tiina Wilen-Jappinen, na Finlândia, e duas jornalistas que a acompanhavam, foram mortas a tiro na noite deste sábado. O suspeito, um homem de 23 anos, foi detido, confirmaram as autoridades.

https://twitter.com/AFP/status/805390391193243648

A imprensa finlandesa refere que a polícia está a tratar este crime como um assassinato e não como um atentado, embora garantam que não sabem quais as motivações do suspeito para disparar uma caçadeira sobre as três mulheres, que estavam a sair de um restaurante.

“De momento, parece-nos que as vítimas foram escolhidas ao acaso”, afirmou em conferência de imprensa o representante das autoridades que investigam o sucedido, Saku Tielinen.

O homem, um habitante local, foi detido nas imediações do restaurante, sem oferecer qualquer resistência às autoridades.

Imatra é uma cidade que fica junto à fronteira com a Rússia, com cerca de 28.500 habitantes.