O preço dos maços de tabaco deverá aumentar 10 cêntimos para fazer face ao aumento de impostos sobre os cigarros que consta no Orçamento do Estado para 2017.

Segundo o Jornal de Negócios, o acréscimo de 10 cêntimos na generalidade dos maços será, à partida, suficiente para que as marcas consigam absorver a nova carga fiscal.

O jornal confirmou a subida de preços junto de André Marques, presidente da Associação Nacional de Grossistas de Tabaco. No entanto, os novos preços só entrarão em vigor no final do mês de fevereiro — até essa data haverá stock com os valores ainda deste ano.

A exceção à regra parece ser o tabaco de enrolar, cujo preço deverá manter-se inalterado.