O treinador do Feirense admitiu, esta sexta-feira, que gostaria de encontrar no domingo, em jogo da 13.ª jornada da I Liga de futebol, um FC Porto “menos inspirado”, depois de ter goleado na quarta-feira o Leicester, na Liga dos Campeões.

Na conferência de imprensa de antevisão ao jogo com os ‘dragões’, José Mota disse saber que o FC Porto vai assumir o jogo, mas quer “contrariar o favoritismo da equipa de Nuno Espírito Santo”.

José Mota não esquece as últimas prestações do FC Porto na I Liga e na Liga dos Campeões e espera, por isso, um adversário bastante motivado.

“O FC Porto mostrou todo o seu poderio nos últimos dois jogos. Ganhou ao Braga [1-0] e, na ‘Champions’, transformou-se e conseguiu os golos que estavam a faltar. O futebol é isto, tudo muda numa semana e hoje estamos a falar de uma equipa com qualidade e confiança, que sempre teve. O FC Porto é uma equipa fortíssima, com grande confiança e vem à Feira com a obrigação de vencer”, afirmou.

O treinador do Feirense espera dos seus jogadores um dia positivo para o embate com o FC Porto, de forma a poder contrariar o seu favoritismo.

“Queremos voltar a ser o que éramos, porque temos condições para tal. Este jogo vem em boa altura para mostrarmos o que podemos fazer. O adversário é favorito e temos tudo para fazer jogo positivo, mas o FC porto quererá assumir e resolver rapidamente o jogo. Espero que, com o Feirense, estejam menos inspirados. E nós queremos ter um dia bom para contrariar o favoritismo do FC Porto”, declarou.

Vítor Bruno, castigado, é o único jogador que não entra nas contas de José Mota para o embate com o FC Porto, devendo entrar para o seu lugar Alex Kakuba.

O Feirense, 16.º classificado, com 11 pontos, recebe o FC Porto, em 3º lugar, com 25, no domingo, a partir das 16h, em jogo da 13ª jornada da I Liga, com arbitragem de Luís Ferreira, da associação de Braga.