Tem acesso livre a todos os artigos do Observador por ser nosso assinante.

Há um teste, desenvolvido pelo psicólogo britânico Pip Wilson, que diz ser capaz de desvendar que tipo de pessoas somos. Desenhado especialmente para crianças, o especialista acreditava que o teste podia também prever se essas crianças podiam adaptar-se e evoluir em contexto social dentro da escola num período de três anos. Tudo isto através de uma escolha: os miúdos eram convidados a escolher um dos bonecos em redor de uma árvore e a sua decisão desvendaria mais sobre o papel social que haveriam de ter. Mais tarde, o teste também foi feito em adultos para descobrir o seu estado emocional e como enfrentavam os desafios.

Está curioso para saber o seu “diagnóstico”? Aqui em baixo vai encontrar a dita árvore, cheio de desenhos de pessoas. Cada uma delas está em circunstâncias distintas e identificada com um número. A sua única tarefa é escolher um dos bonecos, o que mais acha que se identifica consigo. Decore o número desse boneco e depois procure por ele na legenda. É lá que vai encontrar a definição que Pip Wilson arranjou para si. Aqui vamos nós.

test_arbol_1

Uma nota: leve este teste como uma mera brincadeira. Não há evidências científicas de que seja de algum modo preciso no seu diagnóstico.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

1,3,6,7 – “É uma pessoa com motivações e objetivos claros que não tem medo de obstáculos nem barreiras”.

2, 11, 12, 18, 19 – “É uma pessoa sociável que tenta sempre ajudar os seus amigos”.

4 – “Tem um estilo de vida estável que quer alcançar o êxito sem ter que enfrentar demasiadas dificuldades”.

5 – “Sente-se cansado, débil e com pouca ou nenhuma motivação”.

9 – “É uma pessoa amável que gosta de entretenimento”.

13, 21 – “É uma pessoa fechada que de vez em quando tem conflitos internos. Tende a relacionar-se o mais estritamente possível com as pessoas”.

8 – “Gosta de se perder nos seus pensamentos, meditar sobre as coisas e navegar pelo mundo interior”.

10, 15 – “Está cómodo com a sua vida”.

14 – “Está em plena queda emocional. Provavelmente está a passar por uma importante crise interna”.

20 – “Tem uma grande auto-estima. É um líder nato que deseja ser escutado”.

16 – “Sente-se cansado por obrigação de ter que ser o apoio de alguém. É alguém rodeado de atenção”.

17 – “Chama muito à atenção e é muito amigo do próximo.

E então, bate certo?