Dark Mode Wh poupados com o MEO
i

A opção Dark Mode permite-lhe poupar até 30% de bateria.

Hoje é um bom dia para mudar os seus hábitos. Saiba mais

Mitt Romney diz que não vai ser Secretário de Estado e abre caminho a amigo de Putin

O anúncio foi feito por Mitt Romney no seu Facebook. A desistência do antigo governador abre caminho a nomeação de Rex Tillerson, CEO da Exxon e próximo de Putin. Anúncio pode ser esta terça-feira.

i

Mitt Romney fez parte dos possíveis nomes para Secretário de Estado, apesar de ter criticado fortemente Donald Trump durante a campanha

Getty Images

Mitt Romney fez parte dos possíveis nomes para Secretário de Estado, apesar de ter criticado fortemente Donald Trump durante a campanha

Getty Images

Depois de se ter encontrado duas vezes com Donald Trump e após alguns telefonemas, o ex-candidato presidencial Mitt Romney anuncia que já não vai ser Secretário de Estado da próxima administração norte-americana. A decisão foi tornada pública através da sua conta de Facebook, onde o antigo governador do estado do Massachusetts escreveu: “Foi uma honra ter sido considerado para ser Secretário de Estado do nosso grande país”.

“As minhas discussões com o Presidente eleito Donald Trump têm sido agradáveis e esclarecedoras”, diz ainda Mitt Romney, que durante a campanha para as eleições presidenciais foi um forte crítico de Donald Trump.

A retirada de Mitt Romney, juntamente com a saída de Rudy Giuliani entre o lote dos elegíveis para chefiar a diplomacia dos EUA sob Donald Trump, abre ainda mais o caminho para a nomeação de Rex Tillerson, diretor-executivo da petrolífera Exxon e homem próximo do Presidente da Rússia, Vladimir Putin. De acordo com vários relatos na imprensa norte-americana, os dois conhecem-se há cerca de 20 anos. Em 2013, Tillerson recebeu das mãos do Presidente russo a Ordem da Amizade, que distingue estrangeiros que cooperem diretamente com Moscovo.

O anúncio do sucessor do atual Secretário de Estado, John Kerry, será feito na manhã de terça-feira, conforme avançou Donald Trump na sua conta de Twitter.

Segundo fontes da equipa de transição indicaram ao The New York Times, Rex Tillerson vai mesmo ser a escolha de Donald Trump. Se tudo isto se confirmar, os EUA deverão ficar mais próximos de reconsiderar as sanções que aplicaram à Rússia em 2014, depois da anexação da Crimeia — uma medida que pode beneficiar algumas empresas, nomeadamente a Exxon.

A perspetiva de um homem próximo de Vladimir Putin liderar a diplomacia norte-americana está a causar alguns transtornos na política norte-americana — tudo isto à medida em que surgem outros relatos de que a CIA confirmou que a Rússia interveio diretamente nas eleições presidenciais dos EUA para garantir a vitória de Donald Trump.

“Eu não sei qual era a relação do senhor Tillerson com Vladimir Putin, mas vou dizer que é algo que me preocupa”, disse o senador republicano pelo Arizona e ex-candidato presidencial em 2012, John McCain. “É preciso dar o benefício da dúvida ao Presidente dos Estados Unidos, porque o povo fez a sua escolha. Mas o Vladimir Putin é um bandido, um rufia e um assassino, e quem quer que o descreva de outra maneira está a mentir.”

Recomendamos

Populares

Últimas

A página está a demorar muito tempo.