A Guardia Civil e a Autoridade Tributária de Espanha estão a efetuar uma operação de buscas para colocar fim a um esquema de fraude fiscal que envolve Portugal e Itália. Segundo a imprensa espanhola, poderá haver pelo menos 20 detenções durante a operação conjunta das autoridades espanholas.

Em causa está um grupo que beneficiava do não pagamento de impostos na venda de hidrocarbonetos e de metais preciosos nos três países, e que poderá ter desviado mais de 20 milhões de euros.

Através da criação de uma empresa fictícia de metais preciosos, os suspeitos conseguiram escapar ao pagamento de uma grande parte do imposto sobre a venda de hidrocarbonetos.

A “Operação Burlao” arrancou esta manhã, estando a acontecer buscas sobretudo nas províncias de Tarragona e Valencia, em Espanha, e ainda noutras zonas do país.

A Autoridade Tributária de Espanha já tinha desmantelado uma rede semelhante há poucas semanas, de fuga aos impostos sobre os produtos petrolíferos.