Prestes a comemorar 50 anos de actividade comercial no mercado japonês, a Ferrari promete assinalar a data com pompa e circunstância, com o lançamento de uma série especial e super exclusiva, a que o fabricante italiano deu o nome de J50.

Tendo por base o 488 Spider, este targa de dois lugares conta com uma versão especial e melhorada do conhecido V8 3,9 litros a gasolina, distinguido já este ano com o prémio International Engine of the Year e que aqui vê a sua potência aumentar para os 690 cv, ou seja, mais 21 cv que o valor anunciado para o 488 Spider.

Enquanto grande parte dos atributos técnicos continuam no segredo dos deuses, no que à estética diz respeito já é possível perceber as semelhanças deste J50 com o Ferrari Sergio, desenhado pela Pininfarina. Não faltando sequer pormenores, como é o caso do pára-choques até às pegas das portas a remeterem para os famosos GTO, F40 e F50.

Ainda no exterior, além das jantes de 20”, o novo Cavallino Rampante ostenta uma tonalidade denominada “Rosso Tri-Strato”, sinónimo de um vermelho em três camadas, conjugada com um interior em Alcantara e couro, com predominância da cor preta e aplicações a vermelho. No entanto, a marca adianta que os 10 felizardos que conseguirem comprar uma das poucas unidades do Ferrari J50 vão ter a oportunidade de adequar as cores e os revestimentos aos seus gostos e preferências.

De referir ainda que, graças ao trabalho de desenvolvimento em túnel de vento, o modelo conta com um hard top em fibra de carbono, dividido em duas partes, e que pode ser guardado atrás dos bancos desportivos, além de exibir uma nova disposição dos radiadores, que no J50 surgem mais juntos. Outro detalhe aerodinâmico importante é a disposição da parte superior da moldura do pára-brisas, mais baixa de forma a permitir a passagem do ar pela asa traseira, de forma a garantir uma maior força descendente sobre o eixo traseiro. Em suma, além de deslumbrante, o Ferrari J50 deverá conseguir prestações de arromba.