Boas Festas

Réveillon. Lisboa no top dos destinos mais procurados pelos estrangeiros

153

Estudo da Trivago revela que Lisboa é o 14º destino mais procurado na Europa por turistas de todo o mundo para a passagem de ano 2016/2017. Londres, Amesterdão e Paris estão no pódio.

Lisboa é o destino mais económico do top 15, com um preço médio de 113 euros por noite

Getty Images

Lisboa está entre os destinos da Europa preferidos pelos estrangeiros para a passagem de ano 2016/2017. De acordo com o estudo divulgado pela Trivago esta quarta-feira, a capital portuguesa está em 14º lugar numa listagem que é liderada por Londres, Amesterdão e Paris.

Os alemães, franceses e ingleses são que têm mais interesse em visitar Portugal na altura do réveillon, sendo que Lisboa é a cidade portuguesa mais procurada, com ressalva feita ao britânicos, que colocam Funchal em primeiro lugar.

Lisboa é o destino mais económico do top 15, com um preço médio de 113 euros por noite. Entre os destinos que têm um custo mais baixo está Zakopane, na Polónia, e Madrid, em Espanha, com custos médios de 114 euros e 121 euros.

As cidades onde é mais caro passar o ano são Edimburgo, na Escócia, com um custo de 285 euros; Amesterdão, na Holanda, com um custo de 238 euros e Veneza, em Itália, com 216 euros. Juntamente com Madrid, a capital portuguesa é das cidades onde as pessoas permanecem durante mais tempo: a duração média da viagem é de seis dias.

Já no topo das preferências dos portugueses para a passagem de ano, a nível global, estão as cidades do Porto, Lisboa, Londres, Paris, Funchal, Albufeira, Madrid, Figueira da Foz, Amesterdão e Covilhã/Serra da Estrela. A novidade deste ano é que os portugueses estão dispostos a pagar mais 22,41% por noite do que no ano passado, ou seja, 142 euros.

O estudo da Trivago incluiu as pesquisas realizadas no motor de busca entre 1 de janeiro a 27 de novembro de 2016. O estudo teve em consideração as pesquisas realizadas para viagens entre 30 de dezembro de 2016 e 1 de janeiro a 2017.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: apimentel@observador.pt
Cristianismo

O natal, os três reis magos e outras fantasias

Donizete Rodrigues
144

O mito dos três reis magos é apenas uma representação simbólica, um modelo explicativo de grande significado para reforçar a importância de Jesus como salvador e unificador de toda a humanidade

Finanças Públicas

Como evitar um 4º resgate? /premium

Paulo Trigo Pereira

Portugal necessita de mais doze anos (três legislaturas completas) de crescimento económico e de finanças públicas quase equilibradas para sair da zona de risco financeiro em que ainda se encontra.

Brexit

Boris Johnson /premium

João Marques de Almeida

Em Londres, só um louco ou um suicida é que defenderiam o acordo assinado com a União Europeia. Resta saber se os líderes europeus terão a lucidez de reconhecer o evidente: o acordo que existe morreu.

Ambiente

A onda verde na UE e os nacionalismos

Inês Pina

Se hoje reduzíssemos as emissões de CO2 a zero já não impedíamos a subida de dois graus centígrados. E estes “míseros” dois graus vão conduzir ao fim das calotas polares e à subida do nível do mar.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

Confirme a sua conta

Para completar o seu registo, confirme a sua conta clicando no link do email que acabámos de lhe enviar. (Pode fechar esta janela.)