O estado de saúde de Mário Soares, internado desde a madrugada de terça-feira no Hospital da Cruz Vermelha, em Lisboa, continua a registar algumas melhorias. De acordo com José Barata, porta-voz do Hospital, o antigo Presidente da República “continua a evoluir favoravelmente” e há uma “retoma” progressiva “do seu estado de consciência”. Soares já responde a perguntas, de forma “compreensiva ainda que incipiente”, ou seja, responde com ‘sim’ ou ‘não’ a questões simples, como se tem fome, sede ou frio.

Ainda assim, Mário Soares continuará na unidade de Cuidados Intensivos nos próximos dias, onde está em permanente monitorização, salvaguardou o responsável. A passagem para um quarto só será avaliada no início da próxima semana e o prognóstico quanto ao seu estado de saúde mantém-se reservado.

De acordo com o porta-voz do Hospital da Cruz Vermelha, o fundador do PS “passou uma noite estável”, continua a reagir favoravelmente aos estímulos exteriores, com sinais de “retoma do estado de consciência”, e regista uma “melhoria dos parâmetros laboratoriais”.

No entanto, reiterou José Barata perante a insistência dos jornalistas, o estado de saúde de Mário Soares “continua a inspirar cuidados”. Uma nova atualização por parte do hospital será feita este sábado e domingo às 13h30.

Esta sexta-feira, o antigo Presidente da República voltou a receber várias visitas entre as quais Manuel Alegre, Maria de Belém e Carlos César. O presidente do PS foi em representação de toda a “família socialista portuguesa” e desejou que Mário Soares “continue a lutar como sempre fez ao longo da sua vida”. Já Francisco Pinto Balsemão espera que o amigo “não esteja a sofrer e que possamos continuar a contar com ele”.