O Vaticano confirmou esta sexta-feira a visita do papa Francisco a Fátima, Portugal, a 12 e 13 de maio de 2017, anunciou a sala de imprensa da Santa Sé. No anúncio oficial, o Vaticano diz que, “por ocasião do centenário das Aparições da Bem-Aventurada Virgem Maria na Cova da Iria e acolhendo o convite do Presidente da República e dos Bispos portugueses, Sua Santidade o Papa Francisco irá em peregrinação ao Santuário de Nossa Senhora de Fátima de 12 a 13 de maio de 2017”.

O bispo de Leiria-Fátima, D. António Marto, já reagiu a esta confirmação, dizendo que se trata de um momento de “extrema alegria”. “Sempre que o Papa peregrina como pastor universal é toda a igreja que peregrina com ele”, e por isso, “nesta ocasião quero exprimir o júbilo e o regozijo que o anúncio oficial desta peregrinação do Santo Padre traz a todo o povo português e a toda a Igreja em Portugal”, disse o prelado, citado pela Sala de Imprensa do Santuário de Fátima.

Já o reitor do Santuário, o padre Carlos Cabecinhas, sublinha que será também um momento de “responsabilidade” e de “disponibilidade para ouvir os ensinamentos do Santo Padre”. “É uma alegria porque sabemos que esses dias serão de uma peregrinação marcada por essa festividade que é o centenário, e por outro lado, porque assinala a presença de um Papa no meio de nós e de um Papa tão amado como é o papa Francisco”, afirma o sacerdote.

Na quinta-feira, a Presidência da República tinha também anunciado a deslocação do papa Francisco em peregrinação a Fátima. “Na sequência do convite feito por sua excelência o senhor Presidente da República aquando da sua deslocação à Santa Sé, a primeira realizada ao estrangeiro depois da tomada de posse, sua santidade o papa Francisco virá em peregrinação ao santuário de Fátima nos dias 12 e 13 de maio de 2017, assinalando assim o centenário das aparições na Cova da Iria”, anunciou então o Palácio de Belém.

Francisco será o quarto papa a visitar Portugal, depois de Paulo VI – 50 anos das aparições -, João Paulo II (12-15 de maio de 1982, 10-13 de maio de 1991 e 12-13 de maio de 2000) e Bento XVI (11-14 de maio de 2010). O papa João Paulo II cumpriu ainda uma escala técnica no aeroporto de Lisboa, em 1982, a caminho da América Central.