Centenas de pessoas foram detidas este fim de semana, em Pequim, durante uma operação policial contra a prostituição em clubes noturnos da capital, informou, esta segunda-feira, a imprensa estatal, que cita fontes das forças de segurança.

As detenções ocorreram em três estabelecimentos nos distritos de Dongcheng, centro de Pequim, e Haidian, no norte, entre os quais o popular Baoli Club, detalharam as autoridades municipais de Pequim.

No Baoli Club, a polícia, que chegou sem aviso prévio, bloqueou a saída do estacionamento e deteve cerca de 60 pessoas, entre as quais empregados do bar e seguranças.

Num outro clube, chamado Landai, a polícia deteve 300 empregados, incluindo uma centena de mulheres.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

Os espaços foram temporariamente encerrados pelas autoridades, enquanto as investigações prosseguem, segundo o jornal Global Times.

Em 2010, uma operação contra a prostituição, que é ilegal na China, resultou no encerramento de 35 estabelecimentos e na detenção de 1.132 pessoas em Pequim.