O Governo vai conseguir uma receita fiscal extraordinária de 511 milhões de euros este ano com os contribuintes que pagam as suas dívidas este ano ao abrigo do perdão fiscal criado pelo Executivo este ano, anunciou esta terça-feira o Ministério das Finanças. Receita vai permitir uma redução extra do défice à volta de 0,3 pontos percentuais.

Mais de 90 mil contribuintes decidiram aderir a este programa que, ao longo de onze anos, vai permitir ao Estado encaixar 1.144 milhões de euros. Quase metade deste valor está concentrado este ano, 511 milhões de euros, fazendo com que o impacto no défice nos próximos anos seja residual, mas substancial em 2016.

No total, diz o Ministério das Finanças, isto correspondendo a cerca de 573 mil processos com a dívida média por processo a fixar-se nos 1 997 euros e a dívida média por contribuinte nos 12.323 euros.