Fotografia

Praias, nómadas e águias. As fotografias favoritas da Sony em 2016

A Organização de Fotografia Sony desvendou imagens inéditas de entre as suas favoritas da competição Sony World Photography Awards de 2016. Veja também as melhores fotografias portuguesas do concurso.

© Asghar Khamseh, Iran, Winner, Professional Contemporary Issues, 2016 Sony World Photography Awards

Crianças queimadas com ácido por preconceito, um turista a saltitar em Marte, os nómadas com a vida ameaçada. Com a contagem decrescente para o final do ano já avançada, a Organização de Fotografia “Sony” desvendou novas imagens de entre as favoritas do concurso “Sony World Photography Awards de 2016”. Esta é a maior competição de fotografia. As fotografias inéditas marcam também a chegada da edição do concurso para 2017: se for um fotógrafo profissional pode submeter as suas imagens a concurso até 10 de janeiro do próximo ano.

Entretanto, o Observador explorou o site da organização e encontrou as três fotografias portuguesas favoritas do júri. Uma mostra a Praia Grande num dia de verão com frio anormal, outro o pôr-do-Sol no Douro visto da ponte D. Luís I e o terceiro lugar foi para uma imagem da Patagónia Chilena captada por um português. Veja outras imagens marcantes de 2016 com o cunho da Sony na fotogaleria.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: mlferreira@observador.pt
Finanças Públicas

Como evitar um 4º resgate? /premium

Paulo Trigo Pereira

Portugal necessita de mais doze anos (três legislaturas completas) de crescimento económico e de finanças públicas quase equilibradas para sair da zona de risco financeiro em que ainda se encontra.

Brexit

Boris Johnson /premium

João Marques de Almeida

Em Londres, só um louco ou um suicida é que defenderiam o acordo assinado com a União Europeia. Resta saber se os líderes europeus terão a lucidez de reconhecer o evidente: o acordo que existe morreu.

Ambiente

A onda verde na UE e os nacionalismos

Inês Pina

Se hoje reduzíssemos as emissões de CO2 a zero já não impedíamos a subida de dois graus centígrados. E estes “míseros” dois graus vão conduzir ao fim das calotas polares e à subida do nível do mar.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

Confirme a sua conta

Para completar o seu registo, confirme a sua conta clicando no link do email que acabámos de lhe enviar. (Pode fechar esta janela.)