Um homem armado com uma faca de cozinha feriu 11 crianças num infantário no sul da China. Três dos menores ficaram gravemente feridos e encontram-se hospitalizadas, avança a agência de notícias AFP que cita a imprensa local.

O ataque aconteceu esta quarta-feira à tarde, quando o homem entrou na escola, situada na região de Guangxi, afirmando que ia buscar o seu filho. Numa outra versão dos acontecimentos, o atacante terá subido um muro de modo a entrar nas instalações. Apesar de já ter sido detido, a investigação ainda está a decorrer.

Já antes ataques semelhantes aconteceram no país: em fevereiro do ano passado dez crianças ficaram feridas depois de um esfaqueamento e, um ano antes, um homem esfaqueou mortalmente três crianças e uma professora, além de ter ferido muitos outros menores, numa escola primária que recusou aceitar a inscrição da sua filha.

Escreve a AFP que tais acontecimentos têm levados as autoridades a reforçar as medidas de segurança nas escolas.