Audrey Doering e Gracie Rainsberry são duas irmãs gémeas, de 10 anos, que foram adotadas por famílias diferentes e perderam o contacto. O seu reencontro aconteceu no programa Good Morning America, esta quarta-feira.

As gémeas nasceram na China e, desde logo, foram separadas: Gracie foi para Washington, Estados Unidos, e Audrey foi para uma família que vivia em Wisconsin, também nos Estados Unidos.

No decorrer do programa fica-se a saber que os pais adotivos das crianças não sabiam da existência da outra gémea. Foi a mãe de Audrey, Jennifer Doering, que encontrou uma fotografia da sua filha sentada ao colo da mãe biológica, juntamente com outro bebé exatamente igual. Jennifer andava curiosa com o passado da filha, enquanto procurava um presente de Natal para ela. Com a ajuda de um detetive, encontrou a tal fotografia. Na programa, Jennifer afirmou que, no início, só pensava: “Mas como é que isto é possível?”.

Através do Facebook, Jennifer conseguiu encontrar o paradeiro de Gracie, a irmã gémea, e falar com os seus pais. No início, tudo foi “surreal” para ambas as famílias. Quando as irmãs souberam, nem queriam acreditar. Aliás, Audrey pensou mesmo que tudo era uma brincadeira.

As meninas acabaram por descobrir que têm imenso em comum, desde o mesmo problema cardíaco ao gosto pelos mesmos alimentos.