A EMEL (Empresa Municipal de Mobilidade e Estacionamento de Lisboa) está a estudar o alargamento dos horários de fiscalização do estacionamento até 23h00 e também aos fins-de-semana em zonas residenciais da cidade. De acordo com o jornal O Corvo, a empresa que gere o estacionamento pode assim passar multas, bloquear e rebocar até essa hora, embora o estacionamento pago continue a existir apenas entre as 09hoo e as 19h00 nos dias úteis.

Atualmente, a maior parte da fiscalização da EMEL passa pelo controlo do pagamento tarifado entre as 09h00 e as 19h00 nos dias úteis. Existe já uma fiscalização adicional nas zonas residenciais até às 23h00, que pode ser alargada a mais zonas. Atualmente, não existe qualquer fiscalização ao fim-de-semana, mas está a ser estudada de forma a que os moradores tenham uma maior garantia de que os lugares não são abusivamente ocupados. Isto porque a autarquia tem recebido diversas queixas nesse sentido.

O próprio vereador do Planeamento e Espaço Pública, citado pelo Corvo, terá confirmado esta intenção na última reunião de câmara, a 11 de janeiro: “Aquilo de que, ainda hoje, falei com a administração da EMEL foi…pedir-lhe que estude a possibilidade de alargar os horários em determinadas zonas da cidade, nomeadamente aquelas onde há maior pressão para o estacionamento noturno”.

Manuel Salgado respondia a um morador de Carnide e terá, na mesma intervenção, confessada que a EMEL “está a estudar a possibilidade de, para tal, passarem a fazer a fiscalização por turnos”.