Depois de ter sido anunciado que o clube de Alvalade que este não faria qualquer intervenção à comunicação social que não fosse obrigatória, eis que é tornado público um outro documento, enviado para as redações e disponibilizado no site oficial, onde é expresso no fim do documento que “esta decisão, não configura qualquer espécie de “blackout”.

Pouco antes das 12h00, era tornado público pelo departamento de comunicação do Sporting que o clube só ia realizar atividades de media obrigatórias, o que faz com que a conferência de imprensa de antevisão do jogo frente ao Chaves tenha sido cancelada. A decisão mantém-se, no entanto desmente que a situação tenha contornos de “blackout”.

“O Sporting Clube de Portugal informa que não realizará qualquer tipo de atividade media da sua equipa principal de futebol profissional, para além do que está regulamentarmente estipulado, voltando a fazê-lo antes do jogo com o Club Sport Marítimo”, pode ler-se no mesmo comunicado.

Esta decisão advém daquilo que o clube considera ser “o desrespeito pela Instituição e pelos seus sócios e adeptos, por parte de algumas instâncias que regulam o futebol português”.