532kWh poupados com o Logótipo da MEO Energia Logótipo da MEO Energia
i

A opção Dark Mode permite-lhe poupar até 30% de bateria.

Reduza a sua pegada ecológica.
Saiba mais

Logótipo da MEO Energia

Adere à Fibra do MEO com a máxima velocidade desde 32.99/mês aqui.

PNR protesta em frente ao Congresso dos Jornalistas

Este artigo tem mais de 5 anos

Partido de extrema-direita, que recolheu apenas 0,5% dos votos nas últimas eleições legislativas, queixa-se de falta de atenção mediática e acusa jornalistas de "censura".

Militantes do PNR em fevereiro de 2016, na manifestação "Contra a islamização da Europa"
i

Militantes do PNR em fevereiro de 2016, na manifestação "Contra a islamização da Europa"

MÁRIO CRUZ/LUSA

Militantes do PNR em fevereiro de 2016, na manifestação "Contra a islamização da Europa"

MÁRIO CRUZ/LUSA

O Partido Nacional Renovador (PNR) fez este sábado um protesto em frente ao cinema São Jorge, onde decorre o 4º Congresso dos Jornalistas Portugueses. Os militantes do PNR, incluindo o líder José Pinto Coelho, estiveram à entrada do evento a distribuir lápis azuis. A polícia esteve no local a controlar a manifestação.

“Jornalismo é censura” e “You are fake news” (em português, “Vocês são notícias falsas”) foram as frases que os militantes do partido de extrema-direita escreveram nos cartazes que mostraram este sábado. Num vídeo em direto no Facebook durante a tarde, o PNR fez um apelo: “Venha ter connosco, venha apoiar o PNR nesta luta contra a censura sórdida deste jornalismo que se diz da liberdade de expressão e que não passa de uma vergonhosa mentira.”

Nas últimas legislativas, o PNR foi a nona força mais votada (uma vez que PSD e CDS e PCP e PEV concorreram coligados, caso contrário seriam a 11ª), alcançando 27.269 votos, o que representa apenas 0,50% dos votos. Não tem, nem nunca teve, representação parlamentar.

Os militantes do partido deslocaram-se com lápis azuis à porta do congresso, pois acreditam ser alvo de uma conspiração generalizada dos media que pretenderão silencia-los. Alguns militantes do PNR apresentaram-se com mordaças improvisadas, como forma de protesto pelo alegado boicote da comunicação social.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

Ofereça este artigo a um amigo

Enquanto assinante, tem para partilhar este mês.

A enviar artigo...

Artigo oferecido com sucesso

Ainda tem para partilhar este mês.

O seu amigo vai receber, nos próximos minutos, um e-mail com uma ligação para ler este artigo gratuitamente.

Ofereça artigos por mês ao ser assinante do Observador

Partilhe os seus artigos preferidos com os seus amigos.
Quem recebe só precisa de iniciar a sessão na conta Observador e poderá ler o artigo, mesmo que não seja assinante.

Este artigo foi-lhe oferecido pelo nosso assinante . Assine o Observador hoje, e tenha acesso ilimitado a todo o nosso conteúdo. Veja aqui as suas opções.

Atingiu o limite de artigos que pode oferecer

Já ofereceu artigos este mês.
A partir de 1 de poderá oferecer mais artigos aos seus amigos.

Aconteceu um erro

Por favor tente mais tarde.

Atenção

Este artigo só pode ser lido por um utilizador registado com o mesmo endereço de email que recebeu esta oferta.
Para conseguir ler o artigo inicie sessão com o endereço de email correto.