Dark Mode 137kWh poupados com o Asset 1
i

A opção Dark Mode permite-lhe poupar até 30% de bateria.

Reduza a sua pegada ecológica. Saiba mais

Logótipo da MEO Energia

PNR protesta em frente ao Congresso dos Jornalistas

Partido de extrema-direita, que recolheu apenas 0,5% dos votos nas últimas eleições legislativas, queixa-se de falta de atenção mediática e acusa jornalistas de "censura".

i

Militantes do PNR em fevereiro de 2016, na manifestação "Contra a islamização da Europa"

MÁRIO CRUZ/LUSA

Militantes do PNR em fevereiro de 2016, na manifestação "Contra a islamização da Europa"

MÁRIO CRUZ/LUSA

O Partido Nacional Renovador (PNR) fez este sábado um protesto em frente ao cinema São Jorge, onde decorre o 4º Congresso dos Jornalistas Portugueses. Os militantes do PNR, incluindo o líder José Pinto Coelho, estiveram à entrada do evento a distribuir lápis azuis. A polícia esteve no local a controlar a manifestação.

“Jornalismo é censura” e “You are fake news” (em português, “Vocês são notícias falsas”) foram as frases que os militantes do partido de extrema-direita escreveram nos cartazes que mostraram este sábado. Num vídeo em direto no Facebook durante a tarde, o PNR fez um apelo: “Venha ter connosco, venha apoiar o PNR nesta luta contra a censura sórdida deste jornalismo que se diz da liberdade de expressão e que não passa de uma vergonhosa mentira.”

Nas últimas legislativas, o PNR foi a nona força mais votada (uma vez que PSD e CDS e PCP e PEV concorreram coligados, caso contrário seriam a 11ª), alcançando 27.269 votos, o que representa apenas 0,50% dos votos. Não tem, nem nunca teve, representação parlamentar.

Os militantes do partido deslocaram-se com lápis azuis à porta do congresso, pois acreditam ser alvo de uma conspiração generalizada dos media que pretenderão silencia-los. Alguns militantes do PNR apresentaram-se com mordaças improvisadas, como forma de protesto pelo alegado boicote da comunicação social.

Recomendamos

A página está a demorar muito tempo.