A mulher de Omar Mateen, o terrorista que a 12 de junho de 2016 matou 49 pessoas no interior da discoteca Pulse, em Orlando, Estados Unidos, foi detida esta segunda-feira pelo FBI por suspeitas de ligação ao ataque terrorista.

De acordo com vários de órgãos de comunicação social norte-americanos, Noor Salman está neste momento sob custódia dos agentes federais e deverá ser acusada dos crimes de obstrução à justiça e colaboração com ato terrorista.

omar-mateen-3_770x433_acf_cropped (1)

Omar Mateen, o autor do ataque contra a discoteca Pulse

Como recorda o The New York Times, as autoridades norte-americanas entrevistaram a mulher do atirador poucas horas depois do ataque. Agora, chegaram à conclusão de que Noor Salman não terá contado tudo o que o sabia sobre os planos de Omar Mateen, que acabou por ser morto no interior da discoteca, dando força às informações que circularam na altura: de acordo com o que foi avançado pouco depois do ataque, Noor Salman terá mesmo acompanhado o marido quando este foi comprar munições e um coldre e chegou mesmo a levá-lo até ao clube numa das suas visitas ao espaço.

Seis meses depois do maior ato de terrorismo em solo americano desde o 11 de setembro, Noor Salman deverá ser presente ao juiz esta terça-feira, em San Francisco.