As operações de busca no oceano Índico para encontrar o avião MH370 da Malaysia Airlines que desapareceu em 2014 foram suspensas, segundo comunicado dos governos australiano, malaio e chinês. “Apesar de todos os esforços para utilizar a melhor tecnologia disponível, tecnologia avançada, assim como técnicas de simulação e aconselhamento de profissionais altamente qualificados na sua área, infelizmente as buscas não foram capazes de localizar o avião”, pode ler-se no comunicado, citado pela CNN. “A decisão de suspender as buscas submarinas não foi tomada de ânimo leve”, acrescenta.

Uma das pesquisas mais recentes, em novembro passado, concluía que o avião, que desapareceu há quase três anos, não reunia condições suficientes para aterrar. Também um relatório do Instituto de Segurança dos Transportes da Austrália, que levou a cabo as buscas, reforçou essa ideia, dizendo que o avião caiu ao mar depois de ter ficado sem combustível.

Recorde-se que o voo da Malaysia Airlines desapareceu a 8 de março de 2014, com 239 pessoas a bordo, 40 minutos depois de descolar de Kuala Lumpur com destino a Pequim.