O tenista João Sousa admitiu, esta terça-feira, não ter estado “à altura” no encontro frente ao australiano Jordan Thompson, que ditou a eliminação do número um português na ronda inaugural do Open da Austrália.

João Sousa, 37.º do ‘ranking’ mundial, perdeu com Thompson em cinco ‘sets’, desperdiçando uma vantagem de 2-0, acabando por perder por 6-7 (2-7), 4-6, 6-3, 6-2 e 6-1, após uma ‘maratona’ de três horas e 21 minutos.

“Não estive à altura do desafio a nível físico. Antes de entrar no campo tive alguns problemas físicos. Custou-me muitíssimo recuperar boas sensações fisicamente”, disse o jogador, citado pela sua assessoria de imprensa.

Após o desaire no primeiro ‘Grand Slam’ do ano, o tenista português admitiu que o australiano “fez um bom encontro” e “serviu muito bem em momentos decisivos”.

“Amanhã [quarta-feira] tenho os pares. Resta-me recuperar hoje para estar o melhor possível para disputar a primeira ronda de pares”, frisou João Sousa, que fará equipa com o argentino Guillermo Duran.

A dupla luso-argentina estreia-se no quadro de pares frente à equipa formada pelo neozelandês Marcus Daniell e o brasileiro Marcelo Demoliner.

Com o desaire desta terça-feira, o quadro de singulares masculinos ficou sem portugueses, já que Gastão Elias, 77.º do circuito, foi afastado na segunda-feira, primeiro dia do Open da Austrália, pelo australiano Nick Kyrgios, 13.º da hierarquia.