O britânico Andy Murray, líder do ‘ranking’ mundial de ténis, foi hoje eliminado nos oitavos de final do Open da Austrália, ao perder frente ao alemão Mischa Zverev, 50.º da hierarquia, pelos parciais 7-5, 5-7, 6-2 e 6-4.

O primeiro ‘Grand Slam’ do ano ficou sem os seus dois primeiros cabeças de série, depois de o sérvio Novak Djokovic, segundo do mundo e detentor do título australiano, foi afastado do torneio pelo uzbeque Denis Istomin. Esta foi a primeira vez, desde a edição de 2014 de Roland Garros, que os dois primeiros do circuito perdem antes dos quartos de final num ‘major’.

Murray, cinco vezes finalista em Melbourne, foi surpreendido pelo jogo ultra ofensivo e espetacular de Mischa Zverer, num embate que durou três horas e 34 minutos.

O alemão de origem russa e irmão mais velho de Alexander Zverev, um dos tenistas mais promissores do circuito, vai estrear-se nos quartos de final de um Grand Slam, frente ao suíço Roger Federer ou ao japonês Kei Nishikori.