Rex Tillerson, o secretário de Estado nomeado pelo Presidente dos Estados Unidos, quer rever os detalhes do acordo de paz na Colômbia e preparar uma transição para a democracia na Venezuela. As intenções de Rex Tillerson vêm expressas no site Latin America Goes Global e constam das respostas que deu aos senadores norte-americanos numa audiência no Senado no passado dia 11 de janeiro.

Na audiência, Rex Tillerson, antigo responsável da petroleira ExxonMobil, afirmava que, caso fosse confirmado como chefe da diplomacia norte-americana, “procuraria rever os detalhes do recente acordo de paz” na Colômbia e “determinar até que ponto os Estados Unidos o devem apoiar”. Disse ainda que queria que os Estados Unidos tivessem uma cooperação próxima com os países do sul, em particular com o Brasil e a Colômbia, em busca de uma “transição negociada com o Governo democrático” da Venezuela.

Os senadores republicanos John McCain e Lindsey Graham anunciaram no domingo que apoiam a escola de Tillerson, o que deita por terra os obstáculos à confirmação para o cargo.